Pesadelos com a Pisadeira

Quando eu era moleque, minha vó me explicou algo que até os dias de hoje me arrepio, tamanha foi minha impressão sobre o tema e a forma como ela contou, principalmente nos detalhes.

Sabe quando você está dormindo e acorda, mas não consegue mover uma palha? Não consegue gritar, se movimentar, se levantar… nada?! Então, todos já passamos por isso, ou pelo menos a maioria de nós. Segue a explicação de minha vó:

– Então, Pitola (ela me chamava assim, nem pensem, por favor) isso acontece porque a Pisadeira, que é uma velha muito feia, vem e fica em cima de você, pressionando sua barriga e seu peito. Então você fica sem ar… Ela não deixa você se mover…

– Nossa vó, mas porque isso acontece?

– Não sei, Pitola, não atrapalha a vó na explicação…

– Tá, continua!

– Se você conseguir dar um nó em algum tecido na cama, como por exemplo, no lençol ou na fronha do travesseiro, ela vai embora e te deixa um saco de ouro!

Não sei se me impressionei mais com a tal velha ou com a possibilidade de ganhar o ouro da própria velha.

Hoje, lembrando-me disso, porque ficou marcado muito na minha infância, fui pesquisar melhor. E não é que na Wikipédia tem sobre a tal Pisadeira? Fiquei mais impressionado ainda. Diz assim:

Imagem: Reprodução

“É descrita como uma mulher muito magra, com dedos compridos e secos, unhas enormes, sujas e amareladas. Tem as pernas curtas, cabelo desgrenhado, nariz enorme com muitos pêlos , como um gavião. Os olhos são vermelho fogo, malignos e arregalados. O queixo é revirado para cima e a boca sempre escancarada, com dentes esverdeados e à mostra. Nunca ri, gargalha. Uma gargalhada estridente e horripilante.

Vive pelos telhados, sempre à espreita. Quando uma pessoa janta e vai dormir com o estômago cheio, deitando-se de barriga para cima, a pisadeira entra em ação. Ela desce de seu esconderijo e senta-se ou pisa fortemente sobre o peito da vítima que entra em um estado letárgico, consciente do que ocorre ao seu redor, porém fica indefesa e incapaz de qualquer reação.”

(Os grifos são meus)

É claro que tudo isso acontece porque a pessoa encheu a pança a noite e foi dormir com a barriga para cima. Acho que essa era a explicação que os antigos davam, talvez pra colocar medo nos filhos e eles não fazerem o mesmo.

Assim se dá quando uma abelha ou marimbondo pica uma pessoa e os antigos diziam que tem que pegar uma faca e fazer uma cruz no local do ferimento. Oras, está provado e comprovado que se você assim o fizer o ferrão naturalmente tende a sair do seu corpo, uma vez que está sendo pressionado duas vezes (em cruz) para cima.

Mas, voltando a Pisadeira é o seguinte: Se eu não postar mais nada daqui uma semana é porque estarei gastando meu ouro lá no Caribe ou em algum país da América Latina.

Até lá.

Ah! E boa sorte para vocês também.

Sobre Amauri Martineli

FOI: • Presidente do Conselho Municipal de Cultura; • Presidente do TEP – Teatro Estudantil de Paranavaí; • Secretário da APAC - Associação Paranavaiense de Arte e Cultura; • Presidente da ASAS – Associação dos Artistas; • Diretor da Cia. Almas Claras; • Diretor Interino da Academia de Letras e Artes de Paranavaí; • Produtor da Cia. Oficinas; • Colunista da Revista Grande Noroeste – Seção Arte & Cultura; • Coordenador de oficinas de Iniciação e Vivência Teatral; • Diretor de produção da Caiuá Cia. de Teatro; • Diretor Presidente da Fundação Cultural de Paranavaí. CURSOS, SEMINÁRIOS, CONFERÊNCIAS, FÓRUNS E OFICINAS: • Curso de Expressão Corporal/ SESC Paranavaí; • Curso Básico para Preparação de Atores com Miguel Bretas/São Paulo/SP; • Curso Direção Teatro/FAP-Faculdade de Artes do Paraná/Pedro Ochôa/Maringá/PR; • Curso de Dramaturgia/FAP com Beto Meira de Curitiba/PR; • Curso de Expressão Corporal/FAP com Cíntia Nápoli de Curitiba/PR; • Curso de Música para Atores/FAP com Rosy Greca de Curitiba/PR; • Curso de Vivência Teatral com Luiz Arthur do Rio de Janeiro/RJ; • Oficina de Informação Teatral com Luiz Arthur do Rio de Janeiro/RJ; • Oficina “Construir” - Máscaras em Látex - Coordenadoria de Ação Cultural, Secretaria de Estado da Cultura com Daisy Neri - Curitiba/PR; • Curso Intensivo de Parapsicologia e Ciências Psíquicas - Neurolinguística e Relaxamento pelo Instituto Ugnelli, ministrado por Plínio Silva; • Conferência do Projeto “Memória e História” pela Secretaria de Estado da Cultura; • Curso de Cenotécnica Teatral com Reinaldo Soriane de Maringá; • Curso de Análise de Textos com Alexandre dos Santos do Rio de Janeiro; • Curso “Domínio Para a Produção e Política Cultural”, SEEC; • Oficina de Informação Teatral – “Fazer Suando, para suar fazendo o prazer da arte”, com Luiz Arthur; • Curso de Análise de Textos com Alice de Castro do Rio de Janeiro; • Oficina de Iluminação com Jamile Tormann, de Brasília; • Curso “Arquitetura do Espetáculo” com Luiz Arthur do Rio de Janeiro; • Oficina de Dramaturgia, em Florianópolis, com Eliane Lisboa; • Fórum “O Agente Cultural e a Sensibilização de Público”, com Maria Ângela Bonifácio; • Fórum “Teatro e Cultura Popular”, com José Rodrigues e Adriana Schneider; • Fórum “Teatro e Desenvolvimento Turístico”, com Luiz Moukarzel; • Fórum “Teatro e Literatura”, com Toninho Guedes; • Curso de Extensão pela UEM - Universidade Estadual de Maringá: "Gestores de Projetos e Instituições Culturais", através do Gabinete da Reitoria, Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes/Observatório das Metrópoles, Instituto Museu Memória e Vida e Ministério da Cultura. • Oficina de Implementação de Sistemas de Cultura, ministrado em Curitiba, na Biblioteca Pública do Paraná, pela Secretaria de Articulação Institucional do Ministério da Cultura; • Curso de Especialização em Dublagem, com Mônica Placha, Marcelo Ferrari, Marcelo Anatel e Douglas Sartori em Dublagem Curitiba. PARTICIPAÇÃO EM FESTIVAIS: • Festival de Teatro de Paranavaí/PR; • Projeto “O Paraná Faz Teatro” - Teatro Guaíra em Curitiba/PR com o espetáculo “Morte e Vida Severina” com o Grupo TASP de Teatro; • Festival de Inverno - Mostra de Teatro em Toledo/PR; • FENATA - Festival Nacional de Teatro em Ponta Grossa/PR; • Festival Internacional dos Países do Mercosul em Marechal Cândido Rondon/PR; • Mostra de Teatro de Jacarezinho/PR; • Semana da Cultura Espírita de Paranavaí; • Festival de Teatro da Região Oeste – Marechal Cândido Rondon/PR; • FETECO – Festival de Teatro da Costa Oeste – Itaipulândia/PR; • Festival Intercolegial de Esquetes Teatrais; • Festival Espírita Cinco Minutos de Curitiba; • Festival Experimental de Teatro Espírita de Florianópolis/SC; • Festival Espírita Cinco Minutos de Paranavaí. PREMIAÇÕES E INDICAÇÕES: • Menção Honrosa FEMUP 1991, categoria interpretação de poesia; • Classificação “Os Três Melhores” nos FEMUP´s de 1992 a 1994, categoria interpretação de poesia; • 3º Lugar no FEMUP 1997, categoria interpretação de poesia; • 1º Lugar no FEMUP 1999, categoria interpretação de poesia; • 1º Lugar Festa da Laranja, categoria interpretação de poesia - 1996; • 3º Lugar Festival Zé Maria de Declamação – 1993; • 1º Lugar Festival Zé Maria de Declamação – 1994 e 1999; • Classificação “Os Cinco Melhores” no 20º Concurso de Crônicas e Poemas da FAFIPA – 1991 e 1992; • Melhor Ator Coadjuvante – 1º Festival Regional de Teatro de Paranavaí/1998; • Melhor Ator – 2º Festival Regional de Teatro de Paranavaí/1999; • Melhor Iluminação – 2º Festival Regional de Teatro de Paranavaí/1999; • Melhor Iluminação – 1ª Mostra de Teatro de Jacarezinho/PR/2000; • Indicação para Melhor Iluminação no Festival Internacional dos Países do Mercosul - 1999; • Indicação para Melhor Ator no Festival Internacional dos Países do Mercosul – 1999; • Indicação para Melhor Iluminação no 5º FETECO – Itaipulândia/PR – 2001; • Melhor Iluminação no 4º Festival Regional de Teatro – Paranavaí/PR – 2001; • Melhor Ator no 4º Festival Regional de Teatro – Paranavaí/PR – 2001; • Menção Especial no 1º Festival Espírita Cinco Minutos de Curitiba – 2002; • 2º e 3º Lugar no 1º Festival Espírita Cinco Minutos de Curitiba – 2002; • Indicação para Melhor Iluminação no 1º Fest. Esp. de Teatro Espírita de Florianópolis – 2003; • Indicação para Melhor Ator no 2º Festival Espírita Cinco Minutos de Curitiba – 2003; • Prêmio "As três melhores crônicas" no II Varal Literário da Unespar - Universidade Paranaense – 2009; • Prêmio "Os três melhores poemas" no VII Varal Literário da Unespar - Universidade Paranaense. – 2014; • Classificação “Os Doze Melhores” no FEMUP de 2019, categoria declamação de poesia. MONTAGENS DE ESPETÁCULOS TEATRAIS: • A Árvore dos Mamulengos, de Vital Santos; • O Arena Canta Zumbi de Guarnieri, Boal e Edu Lobo; • Uns, Fé de Mais, Outros, Fé de Menos de Benedito Silva; • O Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna; • Farsa com Cangaceiro, Truco e Padre, de Chico de Assis; • Cantata Pra Alagamar, de W. Solha e A. Kaplan; • Chão Bruto, de Paulo Campos; • Morte e Vida Severina, de João Cabral de Melo Neto; • Ponto de Partida, de Gianfrancesco Guarnieri; • O Santo Inquérito, de Dias Gomes; • O Diabo e o Homem na Vila Montoia, de Paulo Campos; • Os Saltimbancos, de Luiz Enriquez e Sérgio Bardotti; • O Cavalinho Azul, de Maria Clara Machado; • História Meio ao Contrário, de Ana Maria Machado; • Dolly, de Lígia Fagundes Telles; • Hagoromo - O Manto de Plumas – Leitura Dramática; • O Homem Cordial, de Roberto Athayde; • O Orçamento Participativo, de Rosi Sanga; • D-OLHO na Mochila, de Valésio Willemann; • A Fada que Tinha Ideias, de Fernanda Lopes de Almeida; • Te Ofereço Paz – Coletânea; • Teatrando, de Ivan José Cardoso Henrique da Cunha – Leitura Dramática; • Era Uma Vez Outra História, de Fátima Ortiz e Enéas Laur; • O Fantástico Mistério de Feiurinha, de Pedro Bandeira; • Vida Após a Vida, diversos autores; • Esboço do Juízo Final, de Vittorio Alfieri – Leitura Dramática; • Rei Lear, de Willian Shakespeare – Leitura Dramática; • A Tempestade, de Willian Shakespeare – Leitura Dramática; • Kardec, na Intimidade – adapt. Roque Jacintho e Henri Sausse; • O Diabo e o Homem na Brasileira, de Paulo Campos; • As Casadas Solteiras, de Martins Pena; • O Mágico de Oz, adap. Rosi Sanga; • Chapeuzinho, Borralheira, São Jorge e o Dragão, adapt. de Rosi Sanga; • Pega na Mentira! – Coletânea; • Imortalidade, de Rogério Felisbino, adapt. de Lígia de Oliveira; • Folia, Cia. Oficinas; • Era Uma Vez a Escola, Cia. Oficinas; • Reencarnação, de Reinaldo de Andrade; • Bar Copa 70, de Paulo Cesar de Oliveira; • João e Maria - Assim Assado, de Rosi Sanga; • A história de amor de Romeu e Julieta, de Rosi Sanga.
Esse post foi publicado em Opinião. Bookmark o link permanente.

9 respostas para Pesadelos com a Pisadeira

  1. Dani Atala disse:

    se eu já deixar o nó feito no lençol antes de dormir com a barriga cheia também ganharei o ouro?

  2. Podemos tentar essa hipótese. Acho que é por isso que muita gente enriquece da noite para o dia…

  3. carolayfus disse:

    Aaaaa droga.. isso nunca ia acontecer comigo! Nem ela me atacar e muito menos o pote de ouro.. Não consigo dormir de barriga pra cima. =(
    Fiquei triste, vou ter que trabalhar mesmo, não vai ter jeito!

  4. ariadne michelle disse:

    Então Pitola?!!!
    aushauhuahsuhas

    Contarei a história da mulher Pisadeira para meu filho o Luan , quando estiver muito tarde e ele não parar de comer… Mas será que???? Bem vai que eu fico rica com tudo isso.. É de se pensar hein??? BJINHO

  5. dammyla disse:

    Tenho constantemente pesadelos e freqüentemente sinto a pisadeira em cima de mim…. tenho muito medo quando consigo acorda a primeira coisa que faço e acender a luz e chora e muito ruim agente não consegue fazer um nada algumas pessoas me falaram para colocar um metal em baixo da cama que ela vai embora ja coloquei diminuiu a freqüência mais acontece as vezes e muito rápido outras uma eternidade , agora vou tentar esta de da o nó no lençol . oBrigada pela dica !

  6. galera sou catolico e espero ajudar todo dia fasso essa oração: nossa senhora me deite nossa senhora me cobre quando o pesadelo ou a pisadeira vir nossa senhora me acode 3x e comigo funciona todos os dias que vou dormir sem fazer essa oração aconteçe isso ou tenho pesadelos a e esses pesadelos são aterrorisantes tipo acordo muito assustado com o que eu sonho as vazes pare-se real. galera vcs que tem essas pisadeiras frequentes tente isso a e vcs cristões talvez não acredite nisso mais tentem vlw

  7. pablo caique disse:

    ha ja tenti muitas vezes e não consequi nada

  8. Antonio Neto disse:

    Já ocorreu comigo! Eu não conhecia a história da Pisadeira. Interessante!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s