A última do Aguinaldo (03)

O domingão estava tenso.

Acordei ao meio dia com minha mãe ligando no meu celular. Detalhe: Ela mora na frente, no mesmo terreno.

– Ahn…

– Fi, vamos almoçar na Rô?

“Rô” é minha irmã mais velha.

– Não levanto da cama nem com reza brava, mãezinha…

Eu estava cansado. Tinha trabalhado no sábado de manhã, à tarde e à noite. Estava, com o perdão do trocadilho porque o assunto é almoço, estava cozido.

Ouve-se vozes ao fundo. Minha irmã resmungava algo.

– Quer que eu traga um pouco de macarrão pra você?  Alô, alô… Filho! Filho!!!

Continuei dormindo o sono dos justos. Meia hora depois, despertei e me lembrei da conversa. Que fazer? Aparecer na casa da minha irmã, depois de tudo, não ia pegar bem.

Lembrei do meu super amigo Aguination (leia-se “Éguineichan”, coisa da Ju Boaretto. Mas, a Glaica Leal, professora de inglês e xarope do mês, escreve “Egg Nation”).

Mandei uma mensagem pro bicho assim:

Tem almoço aí nessa casa?

Por que não me convida logo?

Ele responde, prontamente:

Não almoçou ainda?

Sobe aí.

Escovei os dentes, passei perfume, penteei o cabelo e fui até a casa do Egg, que é bem pertinho da minha, mas, fui de carro. Tenho pavor dos cães da Wladislau Gaida que, sempre me atacam. Eles se reúnem em bando, armam tocaias, sentem meu cheiro, querem me comer vivo, é uma loucura! Cães dos infernos!!! Chega! Um dia posto alguns casos medonhos de ataques que sofri.

Aqui, quando ele fez a famosa Costela na Pinga. Não tirei foto do tal frango...

Chegando lá, o que temos para o almoço? fui logo perguntando.

– Amauri, hoje era o meu dia de cozinhar aqui em casa. Abri a geladeira e tinha: Um frango congelado e uma lata de cerveja. Olhei no quarto da Márcia, que estava com a porta aberta e vi o tabuleiro de xadrez. Tive uma idéia! Advinha o que eu bolei para o almoço?

– Nem imagino. – Respondi, na cabreiragem, aguardando o inusitado.

– Eu fiz um…

Frango xadrez na cerveja!

E não é que ficou muito bom?! Acompanhado de um arroz bem soltinho. Uma salada de batata com frutas e uma farofa deliciosa. Tinha suco de limão, feito pelo Fião e vinho.

Eu só não entendi até agora onde entrou o “xadrez” na história. Ah! E também não senti gosto nenhum de cerveja.

Mas o frango estava bom.

Anúncios

Sobre Amauri Martineli

Acho que vou escrever sobre mim depois...
Esse post foi publicado em A última do Aguinaldo. Bookmark o link permanente.

6 respostas para A última do Aguinaldo (03)

  1. ARIADNE MICHELLE BRAGA BUTIGNON disse:

    Como um bom cozinheiro, dá-se um ótimo professor.
    uhsuahsuah

  2. Olha Ariadne, vou te contar uma história. Ele é um excelente “chefe” de cozinha. Um dos melhores. Pode apostar… : )

  3. joao henrique disse:

    mizifio cade tu la na xica, tem que ir la tira uma fotinha mano.
    rapaizi que blog legal o seu cara (sem trocadilho tá). parabens.
    adorei o frango na cerveja (sem cerveja) com xadrez (xadrez – de repente ele usou o tabuleiro pra cortar o bixim).
    aproveito e te mando uma receita otima de frango.
    FRANGO COM UISQUE
    O preparo não é tão complicado…

    Ingredientes:

    – 01 garrafa de whisky – do bom, claro!
    – 01 frango de aproximadamente 02 quilos
    – sal, pimenta e cheiro verde a gosto
    – 350 ml de azeite de oliva extra virgem
    – 500 g de bacon em fatias
    – nozes moídas

    Modo de preparar:

    – pegue o frango
    – beba um copo de whisky
    – envolver o frango no bacon e temperá-lo com sal, pimenta e cheiro verde
    a gosto. – massagear o frango com azeite.
    – pré-aquecer o forno por aproximadamente 10 minutos.

    Sirva-se de uma boa dose (caprichada) de whisky enquanto aguarda.
    – colocar o frango em uma assadeira grande.

    Sirva-se de mais duas doses de whisky.

    – axustar o terbostato na marca 3, e debois de uns binte binutos, botar
    para assassinar – digu: assar a ave.

    Derrubar uma dose de whisky bedois de beia hora, formar abaertura e
    controlar a sssadura do frango. Tentar zentar na gadeira, servir-se de
    uoooooooootra dose sarada de whisky.

    – cozer(?), costurar(?), cozinhar, sei lá, dane-se o vrango.
    – deixááááá o filho da buta do pato no vorno por umas 4 horas.

    Tentar retirar o vrango do vorno.
    Mandar mais uma boa dose de whisky pra dentro…de você, é claro.
    Tentar novamente tirar o sacana do vrango do vorno, porque na primeira
    teenndadiiiva dãããão deeeeuuuuuu.

    – Begar o vrango que gaiu no jão e enxugar o filho da puta com o bano de
    jão e cologá-lo numa pandeja ou qualquer outra borra, bois, avinal, você
    nem gosssssssssta muito dessa bosta mesmo.

    Bronto.
    Num vumita no vrango, garaio!!!!!

  4. Oi Amauri!
    Queria saber se vc tem receita da costela com pinga?
    bjos =)

    • Andreia Pegari, o Aguinaldo mandou a receita. Segue. Um abraço.

      Receita da Costela na Pinga, a La Aguinaldo…
      Ingredientes:
      Um quilo de costela, um litro de pinga, tomate picado, cebola picada, pimentão, salsinha, cebolinha, alho, sal ou tempero.

      Modo de preparo:
      Colocar a costela na panela, cortada em pedaços; Acrescentar o tomate, pimentão, cebola e o alho; Colocar meio litro de pinga; Tempero a gosto. Deixar cozinhar e ir acrescentando a pinga, conforme a mesma for evaporando da panela. Acrescente, ao final, a cebolinha e a salsinha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s